– Algodão em NY – Depois de cair nos primeiros dias da semana, a ameaça de uma nova tempestade tropical nos EUA e mais uma alta em Wall Street ajudaram as cotações ontem. Mesmo com esta recuperação, o contrato Dez/21 fechou em 93,29 U$c/lp, queda de 0,9% nos últimos 7 dias.

–  Preços – Ontem (02/9), o algodão brasileiro estava cotado a 104,75 U$c/lp (-175 pts) para embarque em Nov-Dez/21 (Middling 1-1/8″ (31-3-36) posto Ásia, fonte Cotlook).

– Altistas 1 – Depois do furacão Ida, que aparentemente não afetou as lavouras de algodão, apesar de causar estragos enormes em áreas urbanas, o mercado está monitorando novas formações no Golfo do México, em direção ao Texas.

– Altistas 2 – Relatório do ICAC divulgado esta semana reduziu estimativa de produção mundial (24.9 milhões de tons) e aumentou de consumo (25.9 milhões de tons). Além disso, o órgão analisou o momento de mercado como altista.

– Altistas 3 – Os contratos em aberto de algodão em NY atingiram as máximas de três anos, chegando a quase 270 mil contratos.

– Baixistas 1 – Os dados semanais de vendas e exportações dos EUA desapontaram. O número de vendas divulgado nesta quinta-feira foi cerca de metade do realizado nas últimas semanas. As vendas acumuladas para 2021-22 atingiram apenas 39% da previsão do USDA, contra uma média de cinco anos de 47% para esta época.

– Baixistas 2 – A ausência da China como compradora do algodão americano tem chamado a atenção.

– Baixistas 3 – As condições das lavouras nos EUA continuam muito acima das médias históricas, com 70% (-1%) de lavouras boas-excelentes.

– EUA 1 – Hoje pela manhã será divulgado o relatório de dados de emprego dos EUA. O Federal Reserve (Fed) está acompanhando de perto estes dados para decidir o cronograma da retirada dos estímulos à economia.

– EUA 2 – Um número alto de geração de emprego pode acelerar a retirada de estímulos e consequentemente enfraquecer as cotações das commodities e elevar o dólar americano. Um número mediano, por outro lado, pode sinalizar que os estímulos continuarão por mais tempo.

– China 1 – Os leilões de algodão da reserva da China continuam vendendo 100% dos lotes ofertados. Já foram vendidas mais de 416 mil toneladas este ano e os preços na semana passada ficaram entre 105 e 107 U$c/lp.

– China 2 – Com os estoques sendo consumidos, a pergunta que o mercado está fazendo é sobre quando, como e de quem o governo Chinês irá comprar algodão para recompor suas reservas estatais.

– China 3 – Chuvas castigaram parte das áreas plantadas com algodão em Xinjiang, China, esta semana, com as lavouras já prestes a serem colhidas.

– Índia – As chuvas de monções registradas estão abaixo do normal, o que deve afetar a produção local. No importante estado de Gujarat, por exemplo, as chuvas estão 50% menores que a média. Punjab e Rajastão também registraram menores precipitações.

– Paquistão 1 – Empresários do Paquistão informaram esta semana que o prazo de entrega de algodão importado, que era de 45 a 60 dias, hoje está em torno de 110 a 130 dias devido aos problemas logísticos globais.

– Paquistão 2 – Com o problema logístico, as fiações, que trabalhavam com estoque para 3-4 meses, agora precisam manter estoques para 5-6 meses. O objetivo é evitar o risco de parar as indústrias.

– Austrália – A guerra comercial entre China e Austrália segue escalando. Além do boicote a produtos como algodão, vinho e lagosta da Austrália, agora Pequim orienta seus alunos a não estudar no país da Oceania.

–  Agenda 1 – Segunda-feira (6/9) é dia do Trabalho nos EUA, portanto feriado. Na terça, o feriado é no Brasil: nosso dia da Independência.

– Agenda 2 – No dia 16/9 (17/9 na China), a Abrapa realizará mais um evento do programa Cotton Brazil na China para promover o algodão Brasileiro, em parceria com a CNCE (China National Cotton Exchange).

– Exportações – O Brasil exportou 50,8 mil tons de algodão no mês de agosto/21, volume 47% inferior ao registrado em agosto/20. Reflexo do atraso no plantio de algodão deste ano.

 

– Colheita – Até ontem (02/09): BA e TO (86%); GO (98%), MA (71%); MG (89%), MS (100%), MT (90%), PI (100%) SP (99%) e PR (100%). Total Brasil: 89% colhido.

– Beneficiamento – Até ontem (02/9): BA e TO (43%); GO (67%), MA (24%); MG (59%), MS (82%), MT (22%), PI (63%) SP (98%) e PR (100%). Total Brasil: 30% beneficiado.

 

Este boletim é produzido pelo Cotton Brazil, programa da Abrapa. Contato: cottonbrazil@cottonbrazil.com

WhatsApp Image 2021-09-03 at 09.53.00.jpeg

Fotos

Boletim ABRAPA
Dúvidas e informações:
Mais notícias
capa
Visita técnica
Equipe da APIPA realiza visitas para apresentar os programas de sustentabilidade
setembro 20, 2021
08
Relatório Mensal
Relatório Mensal de safra – setembro
setembro 10, 2021
noticias abrapa
Boletim ABRAPA
Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão
setembro 10, 2021
WhatsApp Image 2021-09-09 at 16.15.02
Abrapa
Abrapa visita região produtora no Piauí
setembro 9, 2021
capa
Colheita do algodão
PIAUÍ COLHE A MAIOR MÉDIA DE PRODUTIVIDADE DE ALGODÃO EM CAROÇO DAS ÚLTIMAS 10 SAFRAS
setembro 8, 2021
noticias abrapa
Boletim ABRAPA
Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão
setembro 3, 2021