No dia 13 de outubro foi iniciado o armadilhamento pré-safra nas regiões produtoras de algodão do Piauí. O armadilhamento tem como objetivo a identificação e quantificação do Bicudo (Anthonomus grandis), principal praga do algodão, por meio de captura, para levantamento do índice BAS (Bicudo por Armadilha por Semana), em áreas onde será cultivada o algodão.

As armadilhas instaladas devem permanecer por no mínimo 60 dias nas áreas onde serão plantadas com algodão. Durante este período, os feromônios devem ser trocados a cada 14 dias. As armadilhas são dispostas nas bordaduras dos talhões a cada 200-300 metros, priorizando locais onde tem-se mata nativa como potenciais lugares onde seja possível ser ponto de entrada da praga.

A permanência de restos culturais do algodão no campo (tigueras e soqueiras), em especial com estruturas reprodutivas, no período do armadilhamento, poderá diminuir às capturas nas armadilhas, visto que as plantas de algodão são naturalmente mais atrativas para o bicudo.

Por isso, o melhor caminho é desfavorecer o bicudo efetuando um bom manejo, com boa destruição de soqueiras e tigueras, além do monitoramento semanal nas armadilhas para melhor tomada de decisão.

Fotos

Armadilhamento Pré-Safra
Dúvidas e informações:
Mais notícias
20211118_165832
APIPA NO CAMPO
Equipe Técnica da APIPA visita a ABAPA e regiões produtoras do Piauí
novembro 30, 2021
20210202_092444
Safra 2021/2022
Área plantada de algodão no Piauí deve crescer 51%
novembro 23, 2021
08
Informativo Técnico
Panorama do Algodão no Piauí
novembro 17, 2021
1
O Algodão Transformando Vidas
Exposição de produtos do projeto social
novembro 8, 2021
IMG_20211020_140101287
Armadilhamento Pré-Safra
Armadilhamento pré-safra para bicudo-do-algodoeiro no Piauí
outubro 27, 2021
7T8A7490
Boletim AgroConab
Algodão tem mercado global aquecido
outubro 25, 2021