Terceira edição do mapeamento da cadeia produtiva do algodão

 

No próximo dia 7 de dezembro, a Abrapa lançará a nova edição do estudo “A Cadeia do Algodão Brasileiro: Safra 2016/2017 – desafios e estratégias”. Desde a primeira vez em que foi publicado, em 2011, ganhou duas atualizações, sendo a penúltima, em 2013, e a mais recente, em 2017, que traz avanços em relação aos números, com a inclusão das estimativas de movimentação financeira dos produtos de algodão no setor de confecções e varejo.

Conduzido pela Markestrat, sob a coordenação do professor Marcos Fava Neves, o livro envolveu sete pesquisadores com dedicação exclusiva, cinco meses de trabalho, 55 fontes de dados primários e secundários consultadas, 10 depoimentos de associações estaduais e 14 depoimentos de lideranças representantes de diferentes negócios da cadeia, incluindo associações.

O mapeamento da cadeia produtiva do algodão se constitui em um rico material de pesquisa e de memória do setor. Além disso, pode balizar a tomada de decisões, seja por produtores, investidores e financiadores, baseadas em dados fidedignos que não apenas retratam uma conjuntura instantânea, mas a trajetória histórica da atividade, no modelo que vem se consolidando desde o seu deslocamento para as áreas de cerrado.

 

Fonte http://abapa.com.br/

Fechar Menu