Cientistas desenvolvem novo algodão resistente a doenças

Um grupo de cientistas paquistaneses desenvolveram uma nova variedade de algodão geneticamente modificado que é resistente a algumas doenças importantes e ainda resiste ao estresse hídrico. De acordo com o Dr. Saghir Ahmed, diretor do Conselho de Pesquisa e Desenvolvimento do Algodão (CFDB), faz muito tempo que essas pesquisas vêm sendo feitas. 

O Dr. Saghir Ahmed disse que a pesquisa sobre a descoberta de variedades de algodão resistentes ao glifosato estava em andamento em colaboração com outras organizações. Ele disse que o programa de pesquisa comprometido está em andamento em colaboração com outras organizações para descobrir variedades de algodão inteligente em relação ao clima. 

O presidente da CFDB, Suhail Mehmood Haral, sublinhou a necessidade de enfrentar o desafio crescente de melhorias no rendimento e produção das culturas. Ele destacou que os cientistas agrícolas trazem competência profissional para pesquisas modernas para desenvolver variedades de algodão resistentes ao clima e resistentes contra o Cotton Leave Curl Virus por meio de pesquisas. Ele disse que as propostas do CFDB, que ajudariam no aumento de terras destinadas à produção de algodão, se submetem ao governo como política para elaborar uma estratégia para a melhoria da produção de produto. 

Enquanto isso, o Comitê Consultivo de Algodão emitiu diretrizes para os agricultores e aconselhou esses produtores a concluir a semeadura até 30 de junho a qualquer custo. A distância entre as plantas deve ser mantida no máximo em seis polegadas para obter o número desejado de plantas. A água deve ser preferencialmente aplicada à noite devido a condições climáticas adversas e a terra deve receber fertilizantes de acordo com a fertilidade. 


Fechar Menu